Resumo

O conhecido fotógrafo Gordon Parks, da revista LIFE Magazine, esteve no Brasil em junho de 1961 quando realizou reportagem com efusivo ensaio fotográfico sobre uma família miserável em favela do Rio de Janeiro. Tal reportagem acirrou o orgulho nacional e a revista brasileira O Cruzeiro, como reposta, preparou uma reportagem com mesmas características abordando uma família porto-riquenha pobre em N.Y. Uma de suas fotografias mais conhecidas de Gordon Parks e sempre referenciada em todas as compilações de sua obra e das melhores fotos da LIFE chamada de  “Flávio da Silva, 1961” foi ativadora de outra reportagem publicada em julho de 1961, quando o garoto é levado para tratamento nos EUA. A foto tem apelo dramático e mostra um garoto deitado na cama, com uma luz barroca, na qual nos defrontamos com a dor de um jovem esquelético em meio a cobertas marcadas por ondas de dobras ao lado de uma imagem na página ao lado que induz à idéia de morte. As matérias de LIFE Magazine estavam atreladas ideologicamente a uma postura diplomática norte-americana de busca de parceiros políticos na América do Sul para se posicionar estrategicamente contra o avanço da revolução cubana e dos movimentos populares.