Representação imagética das africanidades no Brasil, um projeto contemplado pelo Programa Cultura e Pensamento 2007 na categoria debates em mídias eletrônicas on-line, é apoiado pelo Programa Cultura e Pensamento - um conjunto de ações que incentivam o debate crítico. O seu propósito é ampliar os fóruns de reflexão e diálogo em torno de temas relevantes da agenda contemporânea. Uma iniciativa do MinC, com o patrocínio da Petrobras, por meio da Lei Federal de Incentivo. É coordenado pela Fundação de Apoio à Pesquisa e à Extensão (FAPEX) e co-realizado pelo Ministério da Educação (MEC), pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), pelo Serviço Social do Comércio de São Paulo (Sesc-SP) e pela TVE-Bahia. Conheça as demais ações e acervo do Cultura e Pensamento no portal www.cultura.gov.br/culturaepensamento.

 O objetivo desde projeto era a inserção de uma edição especial na revista Studium, contendo artigos, resenhas e um debate on-line, com a finalidade de pensar a imagem fotográfica como produtora de conhecimento, isto é, capaz de discutir a idéia de africanidade, fundamental para a compreensão da cultura negra no Brasil e preservar os vínculos e a manutenção das ancestralidades formadoras da identidade brasileira, contemplando assim a diáspora africana do ponto de vista da produção de imagens. Estes aspectos reforçam o debate contemporâneo brasileiro sobre a diversidade étnica e cultural.

 O projeto pretendeu discutir questões a partir dos temas centrais Africanidades, Identidades, Interterritorialidades e as Estratégias das Imagens, conforme a programação prevista. Assim, debatedores e convidados puderam discutir como as imagens, notadamente as fotográficas, podem desencadear reflexões sobre como a cultura negra se manifesta em nosso País, ao compor em essência a cultura brasileira.

Acompanhe os debates on-line, que  aconteceram de 26 a 29 de novembro de 2007.

Representação imagética das africanidades no Brasil

voltar ao índice

Debate
On-line

Sobre debatedores, convidados e mediadores